O que Fazer com o Funcionário Preso?


Por Manuela Rossi – Fabrilo Rosa & Trovão Advogados Associados

Existem três situações a serem levadas em conta quando o funcionário vai preso.

A primeira situação automática é a suspensão do contrato de trabalho do funcionário, que pode ser estendida por todo período da reclusão/detenção.

Neste caso, é importante que a empresa pleiteie à autoridade competente uma certidão que comprove o recolhimento à prisão para justificar o não pagamento de verbas trabalhistas relativas ao período de suspensão contratual.

A segunda possibilidade do empregador é a dispensa sem justa causa do trabalhador, cabendo à empresa notificar o empregado sobre a rescisão, solicitando a nomeação de procurador para que receba suas verbas rescisórias.

Por fim, pode ainda o empregador dispensar o funcionário por justa causa, mas, neste caso, apenas após a sentença criminal com trânsito em julgado, ou seja, sem possibilidade de recurso.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *