Ações Corretivas – Eliminação de Causas


Ações corretivas, dentro de um Sistema de Gestão da Qualidade, são utilizadas para eliminar a causa raiz de problemas indesejados. É comum interpretar ações corretivas como ações de correção. Para facilitar o entendimento deve-se lembrar que a eliminação da causa raiz deve garantir que o problema não vai se repetir.

A ISO 9000:2005 apresenta as seguintes definições:

Correção: ação para eliminar uma não-conformidade identificada.

NOTA 1: Uma correção pode ser feita em conjunto com uma ação corretiva

NOTA 2: Uma correção pode ser, por exemplo, um retrabalho ou reclassificação

Em resumo é apenas corrigir o Problema identificado.

Ação Corretiva: ação para eliminar a causa de uma não-conformidade identificada ou outra situação indesejável.

NOTA 1: Pode existir mais de uma causa para uma não-conformidade.

NOTA 2: Ação corretiva é executada para prevenir a repetição, enquanto que a ação preventiva é executada para prevenir sua ocorrência.

NOTA 3: Existe uma diferença entre correção e ação corretiva

É a eliminação da causa (raiz do problema) de forma a evitar sua repetição.

Analisando a ISO 9001:2008 podemos analisar o que os sistemas de gestão da qualidade desejam de uma Ação Corretiva.

8.5.2  Ação corretiva

A organização deve executar ações para eliminar as causas de não-conformidade, de forma a evitar sua repetição.

As ações corretivas devem ser apropriadas aos efeitos das não-conformidade detectadas.

Um procedimento documentado deve ser estabelecido definindo os requisitos para:

a) análise crítica de não-conformidades (incluindo reclamações de clientes),

b) determinação das causas de não-conformidades,

c) avaliação da necessidade de ações para assegurar que não-conformidades não ocorram novamente,

d) determinação e implementação de ações necessárias,

e) registro dos resultados de ações executadas (ver 4.2.4), e

f) análise crítica da eficácia da ação corretiva executada.

A causa (ou causa raiz) é a razão do problema. Entre as ferramentas mais utilizadas para identificação de causa temos:

  • 5 Porquês;
  • MASP (Método de Análise e Solução de Problemas);
  • Diagrama de Ishikawa (Diagrama de Causa e Efeito ou Espinha de Peixe)
  • Árvore de Causas.

Todas estas ferramentas auxiliam na identificação da causa raiz, porém o mais importante é saber interpretar qual é a melhor para cada organização e muitas vezes para cada problema (ou não-conformidade) identificado.

O envolvimento da equipe para solucionar o problema contribui muito para a identificação da causa raiz e consequentemente na eliminação total da não-conformidade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *